Um dia...

Uma dia aquela rapariga sorridente e activa, disse-lhe "olá" e de um momento para o outro já era um "adoro-te", bastou um olhar... um toque para saber que no fundo aquilo já era um "amo-te"... um "amo-te" sem um único beijo, sem um toque indiscreto... sem um olhar frente a frente.

Naquele dia de Maio, eles encontraram-se sorridentes e envergonhados. Passearam uma tarde inteira e só quando a noite caiu é que se separaram.

Mas aquele adoro-te, transformou-se num novo dia, num beijo inesperado, num amor que surgiu do nada.

Ele não se ria dela, ria-se com ela... algo que ninguém tinha feito antes, ele olhava-a nos olhos e na alma e não no corpo ou na beleza.

Ele mudou por ela, e ela acalmou para esperá-lo.

E é assim há dois anos, 6 meses e 9 dias ♥

 

publicado por Diianna às 15:15 | link do post | comentar