RIP - Loulou de la Falaise

Este fim de semana, o mundo da moda perdeu mais um dos seus grandes ícones Loulou de La falaise.
Morreu hoje, aos 63 anos, musa e designer de joias e acessórios de Yves Saint Laurent. Segundo comunicado oficial da Fondation Pierre Berge-Yves Saint Laurent, a causa da morte ainda não foi confirmada, mas sabe-se que ela já vinha a padecer de uma “longa doença”.
Loulou, nasceu submergida no mundo da moda, filha de uma fashionista proclamada Maxime Birley, modelo e entusiasta das criações da estilista Elsa Schiaparelli. Depois de uma infância atribulada Loulou tornou-se modelo profissão que não lhe agradou, dona de um senso de estilo apurado e gosto peculiar para certos tipos de exotismos. Decidiu, então, voltar para Londres, onde trabalhou como editora da revista Queen e se casou (por pouco tempo) com Desmond FitzGerald. Após a separação, voltou para Nova York e encontrou uma cidade efervescente com uma cena artística e musical em ebulição. Numa das incontáveis noites de danças sem fim no famoso Studio 54, conheceu Robert Mapplethorpe, que ainda pintava, e fez a ponte entre o promissor artista e seu padrasto, John McKendry, curador de fotografia do MET (Metropolitan Museum of Modern Art), que teve o poder de alavancar sua carreira.

Foi lá também que teve um contato mais próximo com o estilista Yves Saint Laurent, então no auge de sua carreira (e de sua dependência química), tornando-se, de maneira quase que imediata, uma de suas principais musas com seu estilo único, inteligência e habilidade para misturar como poucas, cores e elementos exóticos no look. Não à toa Loulou é creditada como uma das principais fontes de inspiração para o famoso Le Smoking (o primeiro somking feminino) que Saint Laurent criou em 1966, revolucionando a moda desde então.

O mundo da moda perde assim outra grande mulher e profissional . RIP

 

tags:
publicado por Diianna às 00:25 | link do post | comentar | ver comentários (4)